Alimentos que devem ser evitados na gravidez

jun 14, 2011 by

Refeições balanceadas são importantes em todos os momentos, mas é ainda mais essencial quando você está grávida. Existem muitos nutrientes, vitaminas e minerais que seu bebê precisa durante a gestação. A maioria dos alimentos são seguros, no entanto, existem alguns alimentos que você deve evitar durante a gravidez.

Quais são os alimentos que você deve evitar durante a gravidez?

Carne crua: frutos do mar crus, carne crua ou mal cozida, e carne de aves devem ser evitadas devido ao risco de contaminação com bactérias do grupo coliforme e salmonella. Assim evita-se também a toxoplasmose.

Carnes embutidas: carnes embutidas foram conhecidas pela contaminação com a listeria, que pode causar aborto. Listeria tem a capacidade de atravessar a placenta e pode infectar o bebê levando à infecção ou “envenenamento do sangue”, que pode ser fatal. Se você está grávida e está pensando em comer carnes, reaqueça essas carnes até que estejam cozidas.

Peixe com mercúrio: os peixes que contêm altos níveis de mercúrio devem ser evitados. Mercúrio consumido durante a gravidez tem sido associado a atrasos no desenvolvimento e danos cerebrais. Um exemplo desses tipos de peixes incluem: tubarão, espadarte (peixe espada) e cavala. Enlatados como o atum light geralmente tem uma menor quantidade de mercúrio do que outros atuns, mas ainda devem ser consumidos com moderação. Certos tipos de peixes utilizados em sushi também devem ser evitados devido aos altos níveis de mercúrio.

Os peixes expostos a poluentes industriais: evite peixes pescados em lagos e rios, pois podem estar contaminados e expostos a altos níveis de bifenilos policlorados (os 17 isômeros mais tóxicos para os seres humanos). Isto é principalmente para peixes de lagos e córregos locais. Estes peixes são: anchova, robalo, salmão, lúcio e truta. Compre peixes em supermercados e mercearias de confiança.

Mariscos crus: a maioria das doenças transmitidas pelos frutos do mar são causadas por mariscos cozidos, que incluem ostras, mariscos e mexilhões. Cozinhar ajuda a prevenir alguns tipos de infecção, mas não impede as infecções relacionadas com as algas que estão associadas às marés vermelhas. Mariscos crus representam uma preocupação para todos, e eles devem ser evitados durante a gravidez.

Ovos crus: ovos crus ou alimentos que contenham ovos crus devem ser evitados por causa da exposição em potencial de salmonella. Alguns molhos caseiros, maionese, sorvete caseiro e cremes podem ser feitos com ovos crus. Portanto tomem cuidado ao consumi-los.

Se a receita é levada ao fogo em algum momento, irá reduzir a exposição a salmonella. Comidas comercialmente fabricadas como sorvetes, molhos e gemada são feita com ovos pasteurizados e não aumentem o risco de salmonela. Restaurantes devem usar ovos pasteurizados em qualquer receita feita com ovos crus.

Queijos de pasta mole: queijos importados moles podem conter Listeria. Evite queijos macios, tais como: brie, camembert, roquefort, feta, gorgonzola e queijo de estilo mexicano, que incluem queijo branco e o queijo fresco, a menos que sejam feitos a partir de leite pasteurizado. Todos os queijos de pasta mole não importados feitos com leite pasteurizado são seguros para comer.

Leite pasteurizado: Certifique-se que todo o leite que você bebe é pasteurizado e de qualidade.

Patê: patês de carne devem ser evitados, pois podem conter a bactéria listeria. Patê enlatado pode ser comido, contanto que seja de boa procedência.

Cafeína: embora a maioria dos estudos mostrem que a ingestão de cafeína não apresenta problemas, há outros que mostram que ela pode estar relacionada ao aborto. Evite cafeína durante o primeiro trimestre para reduzir a probabilidade de aborto espontâneo. Como regra geral, a cafeína deve ser limitada a menos de 200 mg por dia durante a gravidez. A cafeína é um diurético, o que significa que ajuda a eliminar os líquidos do corpo. Isso pode resultar em perda de cálcio e água. É importante beber muita água, suco e leite em vez de bebidas com cafeína. Algumas pesquisas mostram que grandes quantidades de cafeína estão associadas ao aborto espontâneo, parto prematuro, baixo peso ao nascer, e aos sintomas de abstinência em recém-nascidos. O mais seguro é abster-se de cafeína durante a gestação.

Álcool: não há nenhuma quantidade de álcool que é conhecida por ser segura durante a gravidez e, portanto, o álcool deve ser evitado durante a gravidez. Exposição ao álcool durante o período pré-natal pode interferir no desenvolvimento saudável do bebê. Dependendo da quantidade, tempo e padrão de uso, o consumo de álcool durante a gravidez pode levar à Síndrome Fetal do Álcool ou de outros transtornos do desenvolvimento. Se você consumiu álcool antes de saber que estava grávida, parar de beber agora. Você deve continuar evitando o álcool durante a amamentação. O seu consumo também deve ser evitado durante a amamentação.

Legumes: os vegetais são seguros para comer, então você ainda precisa de comê-los. No entanto, é essencial lavá-los para evitar uma possível exposição à toxoplasmose.

Adoçante: evitar o uso de adoçante. Ele pode ser substituído por açúcar, mas lembre-se que seu consumo deve ser moderado. E em caso de diabetes, a melhor opção é utilizar o aspartame, que deve ter seu limite diário respeitado (40mg de aspartame por kg de peso).

Referências:

http://www.americanpregnancy.org/pregnancyhealth/foodstoavoid.html

Fonte da imagem:

http://saudeeveryday.blogspot.com/2011/02/dieta-da-combinacao-de-alimentos.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Related Posts

Tags

Share This

468 ad

Deixe um Comentário