Tanto a alimentação na gestação quanto a genética podem interferir na preferência alimentar do bebê

ago 25, 2011 by

Alimentos ingeridos durante a gravidez podem influenciar a preferência do seu filho por determinados alimentos.

Estudos mostram que os sabores dos alimentos ingeridos pela gestante interferem na composição do líquido amniótico – responsável por envolver o bebê na placenta.

Como o bebê ingere esse líquido durante a gravidez, tal processo de ingestão, que ocorre o tempo todo durante o seu desenvolvimento,  pode ocasionar em preferencias por esse alimentos consumidos pela mãe.

Além disso, cientistas do Centro de pesquisa Monnel Chemical Senses, nos Estados Unidos, descobriram uma proteína, chamada Serca3, que está presente na célula das papilas gustativas e que pode ser primordial para a criança aceitar sabores amargos.

Isso significa que não é apenas o meio o responsável pelos hábitos alimentares da criança. A genética também pode ser a grande responsável pela preferência alimentar dela.

Porém, pouco se sabe o quão desenvolvidas estão as papilas gustativas do feto, assim como também é desconhecido pelos pesquisadores se os sabores dos alimentos que chegam pelo cordão umbilical são de fato os mesmos dos alimentos in natura.

-

Referência:

revistacrescer.globo.com

Fonte da imagem:

dietasehabitos.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Related Posts

Tags

Share This

468 ad

Deixe um Comentário