6 razões para as crianças dormirem mais

jun 21, 2011 by

 

Cada função do organismo é afetada pelo sono. Para uma criança, os riscos da privação do sono são muito mais graves do que simplesmente acordar mal-humorado. Pesquisas mostram que crianças com distúrbios do sono têm problemas, tais como alergias, infecções de ouvido, e problemas de audição do que outros que tem uma boa noite de sono. Eles também são mais propensos a ter problemas sociais e emocionais.

Na verdade, uma série de problemas de saúde têm sido associados de forma consistente com o sono inadequado. Aqui estão seis razões pelas quais os pais devem ter certeza que seus filhos estão dormindo o suficiente.

Perda de sono está ligada à obesidade e diabetes

Nos últimos anos, houve um aumento dramático na incidência de obesidade infantil, bem como diabetes tipo 2. Estudos indicam que a falta de sono pode desencadear a obesidade e diabetes.

Sono inadequado pode levar a criança a comer demais

Pesquisadores da Universidade de Chicago informaram em dezembro de 2004, na Annals of Internal Medicine que a falta de sono altera os níveis circulantes dos hormônios que regulam a fome e aumenta o apetite de uma pessoa para consumir altos teores calóricos, alimentos ricos em carboidratos.

Na 61ª sessão anual da Associação Americana de Diabetes, novas evidências foram apresentadas de que o sono inadequado pode afetar a capacidade do organismo de metabolizar o açúcar e de desenvolver resistência à insulina, que são fatores de risco diabetes.

Perda de sono está associada com ansiedade e depressão

A depressão e a ansiedade podem contribuir para a insônia, no entanto, pesquisas recentes mostraram que a insônia geralmente precede o primeiro episódio de depressão ou de uma recaída. A perda de sono também contribui para a ansiedade por aumentar os níveis do corpo de cortisol, o hormônio do estresse. Os médicos estão olhando mais de perto a importância de resolver os problemas do sono para eliminar ou diminuir a gravidade de ansiedade ou depressão emergentes.

Perda de sono pode impedir o desenvolvimento físico

Os mais altos níveis do hormônio do crescimento são liberados na corrente sangüínea durante o sono profundo. Portando, a privação do sono pode acarretar em uma diminuição na liberação desse hormônio, afetando com isso o crescimento do bebê.

Perda de sono afeta a imunidade

Durante o sono, a interleucina-1, uma substância que reforça o sistema imunológico, é liberada. Várias noites mal dormidas podem prejudicar a imunidade de uma criança.

Crianças que dormem mal estão mais propensas à acidentes

A falta de sono tem um efeito adverso sobre as habilidades motoras. Dr. Carl Hunt, MD, diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Distúrbios do Sono do Instituto Nacional de Saúde diz: “Uma criança cansada é um acidente prestes a acontecer.” Lesões e acidentes de bicicleta em equipamentos de playground são mais propensos a ocorrer quando a criança não descansa o suficiente. E, infelizmente, se os maus hábitos de sono são contínuos durante a vida da criança, maiores são as chances dela cometer acidentes enquanto exerce atividades do cotidiano, como dirigir estando sonolento ao volante.

Um estudo publicado no 25 de setembro de 2002, Journal of American Medical Association relata que a privação de sono limita a eficácia da vacina contra a gripe.

Você não tem certeza quanto tempo de sono é suficiente para sua criança? Não subestime as necessidades de sono dela. A Academia Americana de Pediatria sugere o seguinte calendário para um sono saudável:

  • recém-nascidos: 14 a 18 horas;
  • crianças: 10 a 14 horas;
  • crianças no jardim de infância: 8 a 12 horas;
  • crianças em idade escolar: 8 a 10 horas;
  • adolescentes: 9 a 11 horas.

 

-

Referências:

http://www.babyzone.com/baby_toddler_preschooler_health/sleep_young_child/article/child-needs-more-sleep-reasons

http://bornangels.com/category/child-sleep

Fonte da imagem:

http://bornangels.com/category/child-sleep

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Related Posts

Tags

Share This

468 ad

Deixe um Comentário