O estresse da mãe pode ser prejudicial ao bebê que ainda está no útero

ago 8, 2011 by

Uma equipe da Universidade de Kontanz, na Alemanha, constatou que houve alterações biológicas de hormônios associados ao estresse em fetos cujas mães estavam sob tensão intensa devido à convivência com um parceiro violento, ou seja, a longo prazo o estresse pode afetar o seu bebê ainda no útero e produzir efeitos na vida da criança.

As conseqüências do estresse para o bebê são: diminuição da capacidade da criança de lidar com o estresse; problemas de comportamento; doenças mentais.

Os pesquisadores fizeram ressalvas explicando que as circunstâncias das mulheres que participaram da pesquisa eram excepcionais e que a maioria das mulheres grávidas provavelmente não estariam nas mesmas condições que essas mães, que foram submetidas a níveis elevados de estresse durante um bom tempo.

 Muitos outros fatores também podem influenciado no resultado da pesquisa, como é o caso do ambiente social onde a criança convide.

As mães que participaram da pesquisa e que sofreram ameaças e violências constantes, tiveram bebês que entre 10 e 20 anos mais tarde apresentaram alterações genéticas no receptor do glucocorticoide (GR) – regulador da resposta hormonal do organismo ao estresse.

Esse tipo de alteração desenvolve-se quando o bebê ainda está no útero,  podendo tornar o indivíduo mais sensível ao estresse.

Pode ser que os bebês dessas mães sujeitas a essas condições, com o passar dos anos, comecem a responder mais rapidamente às emoções tanto do ponto de vista mental quanto do hormonal.

Pessoas que apresentam essas alterações no (GR) podem ter problemas para lidar com suas emoções, ou seja, ser mais vulneráveis ao estresse.

Por isso o carinho e a atenção no período gestacional são primordiais para uma gravidez saudável.

Evitar situações de estresse não mantém apenas a mente da mãe em equilíbrio, mas a do filho também.

-

Fonte da imagem:

fooyoh.com

Referência:

folha.uol.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Related Posts

Tags

Share This

468 ad

Deixe um Comentário