Saiba os benefícios do Sangue de Cordão Umbilical

jul 18, 2011 by

O Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (SCUP) é rico em células-tronco (CT) com diferentes graus de maturidade. A coleta desse material é feita de forma simples. Ele é coletado através da punção, que é feita pela veia umbilical, em um sistema fechado semelhante às bolsas utilizadas nos Bancos de Sangue.

As células nucleadas, entre as quais estão as células-tronco, são devidamente separadas, quantificadas, processadas e armazenadas a -196ºC. Dessa forma elas permanecem viáveis por tempo indeterminado.

No uso clínico, as células-tronco de SCUP podem repovoar a medula óssea em pacientes com doenças malignas que requerem tratamentos com altas doses de quimioterapia e/ou radioterapia. Elas podem também corrigir doenças nas quais a medula óssea funciona mal (deficiências imunológicas, anemia aplástica, desordem leucocitária, aplasia eritrocitária). Podem ainda ajudar a corrigir deficiências chamada Erros Inatos do Metabolismo – na síntese de proteínas essenciais para o funcionamento do organismo, cuja ausência produz lesões fatais. Em qualquer um desses casos, a possibilidade de um transplante antes que danos irreparáveis tenham ocorrido pode significar o fim e, muitas vezes, a prevenção de uma doença.

O Sangue de Cordão Umbilical é utilizado para transplantes da mesma forma que a medula óssea. Porém, as vantagens das células de SCUP sobre as células de medula óssea e do sangue periférico são:

  • ausência de risco para o doador, pois o método de coleta não é invasivo;
  • disponibilidade imediata de células para transplante;
  • existência de telômeros maiores do que os das células-tronto da medula óssea (o telômero é um indicador da idade das células: quanto mais jovens são as células, maior sua capacidade de proliferação e diferenciação);
  • tolerância imunitária;
  • menor risco de infecção com agentes infecciosos como o citomegalovírus (CMV) e o vírus Epstein-Barr.

O transplante de SCUP é, hoje, uma prática corrente em doenças hematológicas tanto em crianças como em adultos. O uso de SCUP, antes indicado quase exclusivamente para transplantes alogênicos (sendo o doador outra pessoa que não o paciente) já é realizado com as células autólogas (da própria pessoa).

No campo dos estudos pré-clinicos e clínicos, as células-tronco de cordão umbilical representam uma área de crescimento potencial para o uso das Celulas de SCUP como modalidade terapêutica.

-

Artigo elaborado por Dra. M.H.Nicola, Coordenadora de Pesquisa & Desenvolvimento da Cryopraxis Criobiologia, para o Academus – Informativo Oficial da Academia Mineira de Medicina, nº 5 – Abril – Maio de 2011.

Fonte da imagem:

Virabrekim

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Related Posts

Tags

Share This

468 ad

Deixe um Comentário