Vitaminas, nutrientes e minerais indispensáveis na gravidez

jun 15, 2011 by


Durante a gravidez o seu corpo necessita de vitaminas, minerais e nutrientes para ajudar seu bebê a se desenvolver. A melhor maneira de obter essas vitaminas é através de sua dieta.

Folato  

O folato é uma vitamina do complexo B e é adicionado aos alimentos ou suplementos de ácido fólico. O folato é importante para o desenvolvimento do seu bebê durante a gravidez precoce, pois ajuda a prevenir anomalias nascimento como a espinha bífida.

A melhor maneira de ter certeza de obter o suficiente ácido fólico é tomar um suplemento de ácido fólico diariamente de 400 a 600 microgramas (mcg) um mês antes de engravidar e durante os primeiros três meses de gravidez. Se você tiver uma história familiar de defeitos do tubo neural pode ser necessário ainda mais folato, então você deve consultar o seu médico.

Também é importante comer alimentos que foram adicionados ácido fólico ou são naturalmente ricos em ácido fólico. Os alimentos com ácido fólico adicionado a eles (fortificado) incluem a maioria dos pães, alguns flocos de cereais e sucos de frutas. Verifique o painel de informações nutricionais na embalagem para saber o quanto ácido fólico está presente.

Os alimentos naturalmente ricos em folato incluem vegetais folhosos verdes, como brócolis, espinafre e salada verde, grão de bico, nozes, suco de laranja, algumas frutas e feijões secos e ervilhas.

Ferro

A gravidez aumenta a sua necessidade de ferro. Seu bebê também precisa de bastante ferro, principalmente nos primeiros cinco ou seis meses após o nascimento, por isso é vital que você consuma mais ferro durante a gravidez. A ingestão diária recomendada (IDR) de ferro durante a gravidez é 27mg por dia. Tomar um suplemento pode ajudar a suprir esse consumo recomendado, mas você só deve tomar suplementos de ferro sob orientação do seu médico.

Boas fontes de ferro incluem:

  • carne magra e de cordeiro;
  • aves;
  • peixe e marisco;
  • cereais matinais fortificados com ferro;
  • ovos;
  • legumes cozidos como ervilhas, lentilhas, rim e feijão;
  • frutas secas;
  • vegetais verdes, como brócolis, repolho e espinafre.

Comer alimentos ricos em vitamina C também ajudam a absorver o ferro se você consumi-los ao mesmo tempo. Tente beber um copo de suco de laranja quando comer verduras ou legumes. Você também precisa tomar cuidado com café, chá e Coca-Cola porque a cafeína presente nela reduz a absorção de ferro pelo corpo.

Cálcio

O cálcio é essencial para manter os ossos fortes e saudáveis. Durante o terceiro trimestre de gestação, o bebê precisa de uma grande quantidade de cálcio para desenvolver e fortalecer o ossos dele. Se você não está ingerindo bastante cálcio em sua dieta, o cálcio necessário para que seu bebê fortifique os ossos dele será elaborado a partir do próprios ossos da mãe, prejudicando tanto a mãe como o bebê. Para evitar isso e o risco de osteoporose mais tarde, tenha certeza que você está ingerindo bastante cálcio em sua dieta para ambos.

A ingestão diária recomendada de cálcio durante a gravidez é de 1000mg a 1300mg por dia. Os laticínios como leite, queijo, iogurte e leite de soja enriquecido com cálcio, devem atender as suas necessidades diárias.

Iodo

O iodo é importante para todos, mas particularmente para mulheres grávidas e lactantes (mães que têm bebê e estão amamentando). A deficiência de iodo durante a gravidez pode resultar em um bebê com dificuldades de aprendizagem e afetar o desenvolvimento de habilidades motoras e auditivas.

Consequência da deficiência de Iodo durante o período de gestação podem causar também: aborto; prematuridade; formação de anomalia congénitas; risco de cretinismo (defeito congénito que afeta o desenvolvimento mental e físico); defeitos psicomotores. E a carência em crianças e adultos podem causar: bócio; hipotireoidismo; problemas mentais no desenvolvimento cerebral; retardamento físico; hipertireoidismo induzido pelo iodo.

Os principais alimentos ricos em Iodo são os de origem marinha: ostras, moluscos e peixes de água salgada.

Leite e ovos também são fontes de Iodo desde que os animais tenham pastado em solos ricos em Iodo ou alimentados com rações que contenham Iodo.

Vegetais provenientes de solos ricos em Iodo também são fontes.

Na Austrália, a maioria dos pães, exceto variedades orgânicas, são enriquecidos com iodo, que ajudam a resolver a necessidade da maioria da população.

Diversos países, incluindo o Brasil, adotam a iodação do sal de cozinha para suprir a necessidade de Iodo da população. Por isso o consumo diário de sal é essencial para suprir a carência de Iodo. Não usar sal iodado pode causar distúrbios por deficiência do mesmo.

Se você acha que não está recebendo bastante vitaminas ou nutrientes, fale com seu médico.

Referência:

http://www.foodauthority.nsw.gov.au/consumers/life-events-and-food/pregnancy/

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Related Posts

Tags

Share This

468 ad

Deixe um Comentário